PR: ações para controle efetivo de javalis

A superpopulação de javalis no território brasileiro acendeu um sinal de alerta às autoridades. O animal, considerado uma espécie invasora, acarreta uma série de prejuízos econômicos, ambientais, sanitários, e até mesmo riscos de ataques físicos a seres humanos. Por ser uma espécie exótica, o javali não possui predador natural, o que contribui para sua rápida capacidade de adaptação e reprodução. Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o animal está presente em 563 municípios brasileiros, sendo 88 no Paraná.

No ano passado, o Boletim Informativo trouxe relatos de agricultores e pecuaristas paranaenses que sofrem com o problema da invasão de javalis em suas atividades, além dos SANIDADE danos ambientais causados nas propriedades (leia o conteúdo completo na edição 1479). Um agravante, ainda, é a questão sanitária que envolve a criação comercial de animais, preocupação que atinge, principalmente, os suinocultores.

Por conta disso, a Comissão Técnica de Suinocultura da FAEP convocou entidades parceiras para debater as demandas dos produtores e articular ações para o controle efetivo do javali. A partir disso, foi estruturado o Grupo de Trabalho de Javalis, com participação do Mapa, Ibama, Exército Brasileiro, Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) e Associação Paranaense de Suinocultores (APS), sob coordenação da FAEP.

Segundo a técnica do Departamento Técnico (Detec) do Sistema FAEP/SENAR-PR Nicolle Wilsek, o javali representa uma ameaça ao status sanitário da carne suína por ser transmissor de doenças virais como Peste Suína Africana (PSA) e Peste Suína Clássica (PSC). “A epidemia de PSA na China aumentou a preocupação entre os suinocultores, visto que o Paraná é o segundo maior produtor de suínos do Brasil. A falta de um controle efetivo da população de javalis é um risco que não podemos correr”, aponta.

Vigilância sanitária

O objetivo do Grupo de Trabalho de Javalis é estruturar um plano de ação para manejo da espécie a fim de melhorar a eficiência do controle do animal em território paranaense. Para o coordenador do programa de sanidade de suínos da Adapar, João Teotônio de Castro, uma das principais estratégias da entidade é o monitoramento sorológico de suídeos, o que inclui javalis e seus cruzamentos. Para isso, é necessária coleta de amostras de soro pelos manejadores, profissionais autorizados pelas autoridades competentes a realizar o abate destes animais.

“O objetivo da Adapar é estreitar o relacionamento com os manejadores para intensificar o monitoramento e controle da espécie. Nós promovemos treinamentos modulados pela Embrapa, em que são tratados temas como educação sanitária e biossegurança. São treinamentos teórico-práticos para formar colaboradores da defesa sanitária do Estado”, destaca Teotônio (leia mais sobre os treinamentos na página 9).

Nesse sentido, em breve, será publicada uma portaria sobre a utilização de lacres, fornecidos pela Adapar, no transporte de carcaças de javalis. Para o coordenador, esta ação pode aumentar em até dez vezes o número de amostras colhidas por ano no Estado.

Manutenção do status

Outro ponto a se considerar em relação à vigilância sanitária da espécie é o reconhecimento do Paraná como área livre de PSC, isoladamente. A Instrução Normativa (IN) assinada em dezembro de 2019 pela ministra Tereza Cristina autorizou o desmembramento do Paraná de um grupo até então formado por 14 Estados. O reconhecimento internacional pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) será concedido em 2020. “Para manter esse status, temos que continuar fortalecendo o controle sanitário no Estado, o que inclui um monitoramento sorológico mais preciso”, reforça Teotônio.

Somado à atuação da Adapar, também está prevista a distribuição de um material informativo, desenvolvido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR, para educação ambiental e sanitária. “Esse material tem a finalidade informar os produtores e outros envolvidos sobre a situação da espécie no Estado, os danos causados, impactos econômicos que podem ocorrer pela disseminação de doenças e como será a atuação do grupo”, explica Nicolle, técnica do Sistema FAEP/SENAR-PR.

O presidente da Comissão Técnica de Suinocultura, Reny Gerardi, ratifica a preocupação do setor produtivo sobre o risco de transmissão de PSC e outras doenças pelo javali. “Se um suíno é acometido, tem que fechar a granja e abater todos os animais. O prejuízo seria muito grande. O javali rondando as granjas comerciais traz muita preocupação para os suinocultores, tanto que a IN 265, da Adapar, nos orienta a instalar cercas de isolamento por questões de biosseguridade”, diz.

Em uma situação hipotética na qual um vírus de PSC ou mesmo febre aftosa atinja a população de javalis, os prejuízos podem chegar a R$ 50 bilhões a nível nacional.

Controle da espécie precisa ser pelo abate

Devido às características de adaptabilidade da espécie, a forma mais efetiva de controle é pelo abate. Os manejadores, também chamados de controladores, precisam seguir uma série de procedimentos rigorosos e estarem devidamente legalizados junto ao Ibama e, em caso de uso de armas de fogo, ao Exército Brasileiro.

Uma das demandas do Grupo de Trabalho de Javalis é a padronização e aperfeiçoamento de procedimentos no âmbito de credenciamento e fiscalização destes manejadores, de modo que haja maior controle e integração entre os órgãos responsáveis sobre os cadastros e abates realizados. Esse foi o tema da reunião que aconteceu no 62º Batalhão de Infantaria de Santa Catarina, em novembro de 2019.

Nesse momento, houve proposta do Exército para a troca de informações entre os Estados, visto que em Santa Catarina existe um aplicativo de celular em que é possível fazer o monitoramento do manejo de javalis por meio do cadastro de propriedades rurais.

Segundo Lincoln Schwarzbach, do Ibama, o órgão está à disposição para ampliar o debate sobre a invasão de javalis no Paraná e propor ações conjuntas de trabalho. “Já existe um plano de ação de combate à criação e introdução do javali a nível nacional [Plano Nacional de Prevenção, Controle e Monitoramento do Javali (Sus scrofa)], o qual o Ibama segue, e participamos do Comitê Estadual de Espécies Exóticas Invasoras, que existe sob coordenação do IAP [Instituto Ambiental do Paraná]. Agora, com esse grupo, também podemos compreender quais são as reivindicações dos produtores em relação ao controle de javalis, e, se for entendido que uma demanda deve ser levada ao Ibama Nacional, assim o faremos”, pontua.

Curso orienta sobre o manejo da espécie

Para realizar a coleta de material, a Adapar oferta treinamentos aos manejadores de javalis, com base em orientações da Embrapa para controle e monitoramento populacional de suídeos asselvajados nos Estados de área livre de PSC. A proposta é a estruturação de um sistema de controle sanitário, aliando o trabalho realizado pelos manejadores à vigilância sorológica.

Por encaminhamento da FAEP, por meio do Grupo de Trabalho de Javalis, em dezembro do ano passado, a Adapar realizou treinamento teórico, via webconferência, simultaneamente nos municípios de Maringá, Curitiba e Concórdia (SC), com participação do Exército Brasileiro e Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

Responsável pelo treinamento, a pesquisadora em sanidade animal na Embrapa Suínos e Aves, Virgínia Santiago Silva, discorreu sobre controle populacional do javali com foco na vigilância na saúde animal e humana, com temas como zoonoses, questões ambientais, práticas corretas de coleta e biossegurança. O treinamento prático aconteceu em Maringá, com a participação de 42 manejadores.

Segundo João Teotônio de Castro, da Adapar, o manejador de javalis é um parceiro indispensável no trabalho de defesa sanitária do Estado e na manutenção do status do Paraná como área livre de PSC. “Estes treinamentos têm o objetivo de promover a conscientização sobre a responsabilidade no abate de javalis e fornecer educação sanitária aos manejadores, visto que não existe obrigatoriedade em realizar a coleta de amostras sorológicas”, complementa.

Um dos manejadores que fazem essa coleta é Rodrigo Menon, de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Médico veterinário e manejador de javalis há 15 anos, Menon compartilha o interesse em formar uma associação para fortalecer o controle e integrar maior número de manejadores na questão sanitária. “Ainda são poucos os (manejadores) que se preocupam com a coleta. Acredito que se isso fosse colocado como condição obrigatória para conseguir a licença de manejo, seria um facilitador”, afirma.

A Adapar também alerta sobre os riscos de transmissão de doenças para seres humanos e orienta que os manejadores legalizados e interessados participem do treinamento. A previsão é que o próximo seja ofertado ainda no primeiro semestre de 2020.

Registro

Para conseguir a autorização de manejo de javalis é preciso fazer inscrição no Cadastro Técnico Federal (CTF) do Ibama e emitir um certificado de regularidade. Em seguida, é necessária uma autorização de manejo no Sistema de Monitoramento de Fauna (Simaf) e cadastro dos locais onde serão executadas as ações. Para uso de armas de fogo, é obrigatório ter registro no Exército.

O manejador, ainda, deve entregar relatórios das ações de manejo na plataforma do Simaf a cada seis meses. 

Magnific Popup is a responsive lightbox & dialog script with focus on performance and providing best experience for user with any device
(for jQuery or Zepto.js).

Examples

Single image lightbox

Three simple popups with different scaling settings.
1 — fits horizontally and vertically,
2 — only horizontally,
3 — no gaps, zoom animation, close icon in top-right corner.

Lightbox gallery

You may put any HTML content in each gallery item and . In this example lazy-loading of images is enabled for the next image based on move direction. If you wish to add touch-swipe support, check on the Smashing Magazine, or script.

Zoom-gallery

If you wish to open the popup only after image is fully loaded, you may preload image via JS. Or use scaled down image instead of thumbnail. Zoom effect works only with images, for now.

Popup with video or map

In this example lightboxes are automatically disabled on small screen size and default behavior of link is triggered.

Dialog with CSS animation

Animations are added with simple CSS transitions, you can make them look however you wish.
More .

Dialog example

This is dummy copy. It is not meant to be read. It has been placed here solely to demonstrate the look and feel of finished, typeset text. Only for show. He who searches for meaning here will be sorely disappointed.

Popup with form

Entered data is not lost if you open and close the popup or if you go to another page and then press back browser button.

Open form

Form

Lightbox has an option to automatically focus on the first input. It's strongly recommended to use inline popup type for lightboxes with form instead of ajax (to keep entered data if the user accidentally refreshed the page).


Ajax popup

You have full control of what is displayed in popup, align it to any side via CSS, enable or disable scroll on right side of window - whatever.

Modal popup

A modal popup disables the usual ways to close popups.

Open modal

Modal dialog

You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

Dismiss

Error handling

This is just basic example of how error messages are displayed. Surely, you can change text or style them.

Don't forget to check out my new article about this plugin on the Smashing Magazine.

What makes this plugin different?

Light and modular

You can choose to include only the features that you need using the online build tool or by compiling it yourself with Grunt.js. Size of core JS file is about 3KB + each module weighs about 0.5KB (gzipped). Sass CSS preprocessor is used for easier skinning, but you're not obligated to use it.

Content is resized with CSS

The majority of lightbox plugins require you to define size of it via JS option. Magnific Popup does not - feel free to use relative units like EM's or resize lightbox with help of CSS media queries. Update content inside lightbox without worrying about how it'll resize and center.

Fast

Magnific Popup displays images before they're completely loaded to take full advantage of progressive loading. For in and out transitions CSS3 is used instead of slow JavaScript animation.

High-DPI (Retina) display support

Default controls are made with pure CSS, without external graphics. For the main image there is a built in way to provide appropriate source for different pixel density displays.

Conditional lightbox

Plugin has an option to automatically switch to alternative mobile-friendly source on small screen size. Brad Frost has a terrific article about this technique.

Memory management

Popup has an extendable micro templating engine that reuses existing DOM elements (example), which is especially useful when your popups same pattern.


Magnific WordPress Plugin is under development!

To get notified about the release, subscribe to my Mailchimp list that I send 3-4 times a year. Any feature requests are welcome.

Browser support

Tested on desktop: Chrome, Safari, FF, Opera, IE8+, partial support of IE7 (works, but some visual layout features, like vertical centering, are missing). Mobile: default browser in Android 2.3+, iOS5+, Blackberry 10+, WP7+, mobile Opera and Chrome on Android. If you noticed any bug, please open an issue on GitHub

License

Script is available under MIT license and will always be kept this way.
But please do me a favor and do not create a public WordPress plugin based on it, because I will make it soon and it will be open souce too. (Want to get notified?).

Bugs & contributing

Please report bugs via GitHub and ask general questions through StackOverflow. Feel free to submit commit, even the tiniest contributions to the script or to the documentation are very welcome.

Special thanks to:

Updates

If you wish to get notified about important plugin updates, you may star and watch the repository on GitHub, follow me on Twitter, or join my tiny Mailchimp email newsletter that I send 3-4 times a year.

Magnific Popup v1.1.0 Build Tool

Here you can generate optimized version of main JS file. Please note that CSS you should download directly: Sass version or .